https://www.facebook.com/ http://pensador.uol.com.br/colecao/masgalos/

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Ter sido ferido nos faz sensíveis às feridas do mundo


Como é obvio, sofrer nos obriga a contemplar outras realidades mais diversas e menos centradas em nós mesmos. Ou seja, ter sido ferido nos faz sensíveis às feridas do mundo.

“As pessoas mais belas com as quais me encontrei são aquelas que conheceram a derrota, conheceram o sofrimento, conheceram a luta, conheceram a perda e encontraram o seu jeito de sair das profundezas. Essas pessoas têm um apreço, uma sensibilidade e uma compreensão da vida que os enche de compaixão, humildade e uma profunda inquietude amorosa. As pessoas belas não surgem do nada.”
-Elisabeth Kubler-Ross-

Superar as feridas nos permite fazer a nossa existência mais suportável, mais bela e com mais sentido.

As pessoas que foram feridas e saíram vitoriosas possuem uma surpreendente capacidade de gratidão.
Assim, a força que nasce do sofrimento é aquela que nos confere uma áurea peculiar, pois quem foi machucado é perfeitamente consciente de que o mesmo mundo que feriu também curou.