https://www.facebook.com/ http://pensador.uol.com.br/colecao/masgalos/

sábado, 10 de outubro de 2015

Dizem que o amor cresce em liberdade, mas só é possível haver liberdade se houver confiança.

Diz uma história muito famosa: 
Que num pequeno vilarejo da Europa, morava um bruxo muito poderoso que amava uma estudante e esta amava outro homem. Então o bruxo, tentou usar seu poder para deixá-la apaixonada por ele. Mas seu mestre soube de seu intento, chamou-lhe a atenção severamente e explicou a relação entre o amor e o apego. 
Ele disse: “Observe a flor do campo. Ela não é linda? No entanto, se você arrancar do campo apenas para satisfazer sua vontade, ela perderá sua beleza e murchará. Mas, se você a deixar no campo, ela continuará irradiando a sua beleza, porque ela combina com o cheiro da terra molhada, com o pôr-do-sol...O que adianta manter a estudante do seu lado, sem esta te amar, sem ela estar feliz por estar com você? Todo ser humano possui sua outra parte. Espere-a e respeite os desígnios do amor que Deus traçou para você.”
Então o bruxo chorou muito, se arrependeu e compreendeu que o verdadeiro amor é o que permite ser amado e ser feliz. E compreendeu também que ela não é a única mulher que poderia lhe fazer feliz e esperou a sua outra parte.
Mais tarde, ele encontrou uma grande mulher que lhe deu novo sentido a sua vida e tornou um dos magos mais poderosos de todos os tempos. 
Amar é captar a essência do próximo, ou seja, guardar dentro de si para sempre aquilo que aprendeu de bom com a pessoa amada.
Captando alguma virtude do ente amado, mesmo que ela vai embora, você sempre o terá dentro de si. 
Dizem que o amor cresce em liberdade, mas só é possível haver liberdade se houver confiança.
 Não se deve entregar o coração, enquanto não tiver a certeza de que o parceiro te ama.