https://www.facebook.com/ http://pensador.uol.com.br/colecao/masgalos/

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Oração: Senhor, que todo o meu ser, seja como o barro nas mãos do oleiro e me deixe moldar à Tua vontade e obra em mim, que é sempre boa, mas que o meu coração seja como a cera, que se derrete com o calor do sol, e não fique endurecido, como a argila. Amem!

Para que o corpo cresça, é necessário o alimento e o cuidado, para que se fortaleça tanto na saúde, como fisicamente.
Espiritualmente, é a mesma coisa.
Precisamos de alimento para o nosso espírito, para que possamos chegar à medida perfeita da imagem de Jesus.
Mas não é frequentar os cultos e ouvir sermões e pregações ou outro tipo de ritual, que traz alguém para mais perto de Deus. Aliás, muitos dos corações mais endurecidos que tenho conhecido, são de pessoas que frequentam igrejas. E aqui posso dizer: pessoas que frequentam o edifício!
Porque simplesmente essas pessoas não têm desejo de acreditar, não têm desejo de mudar, não querem que Deus, por meio do Seu Espírito, as alcance e as transforme.
A questão não está se a mensagem é boa, se o pregador é bom, se o culto é maravilhoso, se os irmãos são ou não mais ou menos simpáticos e atenciosos, se os cânticos são lindos ou não!
Essas pessoas podem assistir e ouvir as mais belas pregações, presenciar milagres todos os dias, cantar hinos que as fazem mentir com todos os dentes, que irão permanecer na mesma, pois o problema está dentro delas: no seu coração, um coração de pedra!
Se não existir dentro de nós, um coração desejoso de conhecer a Deus e deixar que a Sua verdade nos mude, não vale a pena ir a uma "igreja".
Nada e ninguém as afectará. Nem mesmo o amor de Deus!